LAVA-JATO GOLPISTA! SÓ QUE NÃO

 Hoje (21.03.19) o Brasil viu outro ex-presidente receber voz de prisão. Sem problema para os fanáticos ideológicos de plantão. Basta absorver a narrativa de golpe, tremular as bandeiras vermelhas e gritar “Temer Livre”. Ops.. só que não!

O detento, desta vez, fora declarado inimigo dos petistas. O que fazer então? Comemorar a prisão? Ah… não pega bem. Se os petistas usarem seus opressores iPhonespara curtirem a prisão do ex-presidente Temer, legitimarão automaticamente a operação Lava Jato, a mesma que prendeu o líder petista também encarcerado.

Eis o dilema rubro. Os coitados estão atônitos, pois o fanatismo ideológico cegou-os apesar das obviedades fáticas. Segue meu desejo sincero de que se libertem das amarras ideológicas. A narrativa do golpe falhou miseravelmente e está ainda mais ridicularizada com a prisão do “golpista”.

Meu conselho para todas as vítimas do fanatismo rubro: não tenham criminosos de estimação. A Justiça, com “j” maiúsculo, deve alcançar a todos, independentemente de cores partidárias, de ideologia ou de qualquer outra particularidade. Essa indignação seletiva agride os mais basilares preceitos éticos.

Não tenho dúvidas que o STF tentará relaxar a prisão, mas essa é outra história. O mais importante para os que estão sob as amarras do fanatismo é a libertação ideológica. Sugiro fraternalmente a todos que aproveitem mais essa chance de ouro para abraçarem a coerência e aplicarem a sabedoria do jargão popular: “pau que bate em Chico, bate em Francisco”. Xeque-mate!

 

Fontes:

https://www.tercalivre.com.br/ex-presidente-michel-temer-e-preso/

https://www.youtube.com/watch?v=hxGcOl0rNOE(comentário de Bernardo Küster)

https://cdn.oantagonista.net/uploads/2019/03/CAUTELAR-TEMER-VERSAO-FINAL-1.pdf

https://www.estadao.com.br/ao-vivo/temer-preso